Mudando de rota: minha ID visual não me representa mais, e agora?

A identidade visual ou ID visual, é um conjunto de aspectos que vai muito além de um cartão de visitas para atrair possíveis clientes: pense nela como basicamente a personalidade de uma empresa para ser apresentada ao mundo.


Você vai ver aqui:

1- A importância da Identidade visual
2- Quando mudar sua identidade visual
3- Tudo sobre o meu rebrand – Brena Cria

A importância da identidade visual

Seja a paleta de cores, a tipografia, um cartão de visitas, elementos visuais e gráficos, tudo isso consiste em uma identidade visual.

Ou seja, a id visual é um conjunto de elementos que fundamenta uma marca, diferenciando-a de outras no mercado.

Nesse sentido, é fundamental criar uma identidade que esteja alinhada com a proposta do seu negócio. É, igualmente, importante que seja capaz de gerar identificação com o seu público-alvo e persona.

Trabalhamos com exemplos, então, se eu lhe pedir para associar a palavra fast-food com as cores vermelho e amarelo, o que lhe vem à mente?

Com certeza a rede de fast-food Mc’Donalds é um exemplo claro do poder de uma identidade visual.

Mas lembre-se, uma id visual não se resume apenas a um logotipo.

Conforme dito inicialmente, esta identidade é composta por um conjunto de elementos que caracteriza uma marca. Entre estes elementos estão o logo, cores, frases, slogans e tipografias, por exemplo.

Tudo isto tem o objetivo de gerar identificação e posicionamento de marca, tornando-a única e inconfundível no mercado.

Portanto, para finalizar, o design é tão importante que, de acordo com uma pesquisa feita pelo Packaging Matters, da MeadWestVaco Corporation, a maioria dos consumidores no Brasil leva em consideração primeiro o design de uma embalagem, muito antes da própria marca do produto (confira o post completo sobre embalagens criativas aqui).

Quando mudar sua id visual

Um rebranding faz parte do ciclo natural de toda marca forte. Mas como você sabe que chegou a hora de dar uma repaginada?

E mesmo quando você os percebe, a decisão de realmente embarcar em uma iniciativa de rebrand raramente é fácil.

Antes de tudo, é preciso entender o que é rebrand.

Este é um processo de remodelar a forma como uma empresa ou produto é percebido. Pode incluir a reinvenção de tudo, desde o nome e o slogan de uma marca até seu logotipo e identidade visual, site, tom de voz e posicionamento.

Geralmente, quando as mudanças estão apenas associadas ao visual da marca, associamos ao redesign. Por sua vez, o rebrand é uma mudança mais profunda, que implica em melhorias na estratégia e experiência de determinada marca.

Portanto, para você entender que precisa fazer um rebrand é necessário começar com pesquisas sobre as percepções atuais da marca – tanto para as partes internas quanto externas.

Esses dados vão informar qual a fase de estratégia ou posicionamento da marca, e onde sua marca será reposicionada. Tudo isso, de acordo com as necessidades do cliente e as oportunidades de mercado.

Mas, por que mudar?

Pois, marcas evoluem, amadurecem e precisam acompanhar ou se adaptar às formas de consumo e estilo de vida, da sociedade atual. Senão, poderão correr o risco de serem esquecidas.

É exatamente por isso que o rebrand é tão importante para o sucesso de qualquer negócio. Até mesmo as grandes empresas investem em estratégias como esta.

Lembre-se, não é uma questão de saber se sua empresa precisará fazer um rebrand, é uma questão de quando.

Tudo sobre o meu rebrand – A nova id visual Brena Cria

Embora o momento seja diferente para cada negócio, existem alguns sinais reveladores de que uma mudança de marca é necessária.

  1. O nome da sua marca não reflete mais a visão da sua marca, ou ainda, a pronúncia é difícil de expressar
  2. Você tem vergonha de entregar seu cartão de visita ou endereço de site
  3. Você não está conseguindo se diferenciar da concorrência
  4. Sua marca se tornou excessivamente complicada ou difusa
  5. Seu modelo ou estratégia de negócios mudou
  6. ​​Você precisa dissociar sua marca de percepções negativas
  7. Está lutando para aumentar seus preços
  8. Tenta se conectar com um novo público
  9. Não está atraindo o público certo
  10. Está passando por uma fusão

No meu caso, o rebrand da Brena cria, ocorreu pois, precisava me posicionar com mais autoridade nas redes sociais. Sempre tive uma paleta muito colorida, mas precisei melhorar essa harmonia para transmitir mais profissionalismo e maturidade.

Veja como era clicando aqui!

Portanto, este design já não estava mais me representando. Os traços orgânicos e o símbolo que era uma ilustração deixava a minha marca com uma carinha mais infantil e até mesmo fofa.

Pensando nisso, resolvi trazer elementos que iriam representar melhor o novo momento que estou vivendo. Na nova proposta, o logotipo é mais clean, com traços mais retos e com uma paleta de cores que apresenta tons vibrantes, mas orna perfeitamente com 2 novos tons mais claros. Transmitindo dessa vez: Modernidade, maturidade e ousadia.

Dá uma olhada em como ficou clicando aqui.

Por fim, me conta aqui nos comentários, o que você achou da mudança da minha id visual? Não esqueça de me seguir nas redes sociais: @BrenaCria

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on telegram
Share on linkedin
Share on email

Você também pode gostar...