Comprei, mas me arrependi: Design funcional

O design funcional é uma área que vem ganhando cada vez mais importância e poder com os avanços da comunicação digital. É por isso que, o design refere-se ao planejamento que é a base de fazer as coisas. Mas, o que seria então um design funcional? Continue a leitura!

Você vai ver aqui:

1- Conceitos básicos de design
2- Estética e funcionalidade
3- Design funcional
4- Princípios do design

Conceitos básicos de design

​​Layout e composição são dois elementos considerados bases do design por conta da ordem e do sentido que eles dão aos seus projetos.

Entretanto, existem diferentes filosofias de design, abordagens e métodos.

O design estabelece um equilíbrio entre vários componentes diferentes e, dependendo da situação, pode dar mais peso a um ou outro.

Por exemplo, pode-se focar nos materiais e perguntar o que poderia ser feito com uma determinada coleção de itens, ou pode-se focar na estética e tentar imaginar o objeto mais bonito para colocar em um determinado cenário.

Entretanto, o design funcional tem que ver com a função ao invés da estética, uma preocupação com objetivos ao invés de componentes.

Mas também pode estar ligado ao uso para orientar o desenvolvimento ou a uma técnica de modelagem.

Além disso, a funcionalidade de um produto é parte integrante da especificação do design funcional. Mas, e essa tal de estética?

Estética e funcionalidade

A diferença entre arte e design está no objetivo final. A arte não é feita para solucionar problemas reais, trata-se de uma maneira de expressar emoções.

Porém, o design adota aspectos da arte relacionados à estética e à criatividade, indo além dela em termos de funcionalidade.

Por isso, não basta investir em cores e tipografias chamativas, é preciso pensar também na sua utilidade e nas peculiaridades dos consumidores.

Na maioria das vezes, o design funcional é usado para significar que a funcionalidade do produto é levada em consideração de maneiras importantes à medida que é imaginada e construída.

Portanto, para que um produto seja funcional, o cliente deve estar no centro de todo processo criativo.

Normalmente, o usuário final não é representado diretamente no processo do design funcional, então suas respostas precisam ser imaginadas em relação à experiência, estética e funcionalidade do produto.

E em relação aos produtos que não pensam nesse combo?

Design funcional

Parte do design funcional é deixar o usuário saber se o produto está ou não funcionando.

Além disso, se algo não está funcionando ou o usuário tentou algo que falhou, um produto bem projetado ajudará o usuário a colocar as coisas de volta nos trilhos.

Um bom produto não deve ter somente um design incrível, mas também deve ser funcional.

Princípios do design

O processo do design começa com o objetivo do produto: uma declaração clara do que ele deve fazer.

Entretanto, isso não significa que o que o cliente quer que ele faça com o produto seja a única coisa que o usuário irá, de fato, fazer com ele.

Definitivamente, o produto precisa fazer bem o que foi feito para fazer, não é mesmo?

O que você achou desse post? Deixe sua opinião nos comentários! E não esqueça também de compartilhar nas suas redes sociais: Brena Cria.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on telegram
Share on linkedin
Share on email

Você também pode gostar...